Teresina - PI

Mil agentes de segurança atuam durante o Corso de Teresina

De acordo com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, além das ações da Secretaria de Segurança, a Secretaria de Justiça também atua no evento.

Davi Fernandes
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
15/02/2020 20h01 - atualizado 21h40

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí (SSP-PI) está presente no Corso de Teresina 2020, na Avenida Raul Lopes, na zona leste da Capital, permitindo que o evento seja realizado de forma tranquila neste sábado (15).

De acordo com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, além das ações da Secretaria de Segurança, a Secretaria de Justiça também atua no evento com o monitoramento de pessoas com tornozeleiras eletrônicas.

“As ações principais são de características da Polícia Militar com policiamento a pé, com viaturas, de motos, e policiais montados a cavalo. Contamos com tecnologia e neste ano temos a participação da Secretaria de Justiça, realizando o acompanhamento de pessoas com tornozeleira. Estamos agindo de forma preventiva, temos algumas averiguações, mas sem nenhuma alteração”, disse.

Força Tarefa

Conforme o comandante da Força Tarefa de Secretaria de Segurança, major Audivam Nunes, o evento conta com o total de mil agentes de segurança de vários órgãos. “Operamos com mil agentes de segurança, então fizemos um plano para proporcionar segurança para os foliões. Contamos com o monitoramento por imagens, o serviço de inteligência”, ressaltou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Audivam Nunes, major da Polícia MilitarAudivam Nunes, major da Polícia Militar

Polícia Militar

Segundo o comandante-geral da PM-PI, coronel Lindomar Castilho os órgãos de segurança realizaram o planejamento feito e sem nenhuma prisão registrada até o momento. “Colocamos em prática o planejamento que foi feito com antecedência e de forma integrada com a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros. Ainda não tivemos prisões, mas se houver, vamos estar preparados, por isso estamos em todos os espaços de forma preventiva”, destacou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Lindomar Castilho, Comandante Geral da PMPI.Lindomar Castilho, Comandante Geral da PMPI.

Importunação sexual

De acordo com subsecretária de Segurança Pública, delegada Anamelka Cadena, a equipe do órgão realizou o monitoramento no evento para identificar os casos e, em seguida, autuar em flagrante os possíveis suspeitos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegada Anamelka CadenaDelegada Anamelka Cadena

“Estamos com a equipe distribuindo os informativos sobre a importunação sexual, temos os policiais e é importante que as pessoas possam ajudar, identificar, caso ocorra um beijo forçado, um toque em uma parte íntima do corpo, que são práticas que caracterizam a importunação sexual. Estaremos aqui para conduzir esses casos, que tem pena de 1 a 5 anos”, destacou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

SSP realiza ação contra importunação sexual no Corso de Teresina

Mulheres fazem manifestação contra assédio no Corso de Teresina

Guarda Municipal conta com 80% do efetivo atuando no Corso de Teresina