Brasília - DF

Rubenita Lessa vai se reunir com Firmino para propor escola militar

"A escola militar de Brasília é disputadíssima porque todos os pais começam a testemunhar sobre a mudança de comportamento dos filhos, o respeito em casa", explicou a advogada.

Jonas Carvalho
Teresina
14/01/2020 09h11 - atualizado 09h22

A advogada e pré-candidata a vereadora de Teresina, Rubenita Lessa, vai estar reunida com o prefeito Firmino Filho (PSDB) para propor a implantação do modelo de escola cívico-militar na Capital, conforme o decreto de número 9.465 instaurado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. No momento, Rubenita Lessa está em viagem pela Capital Federal e se reunirá primeiramente com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, ainda esta semana.

Ao GP1, na manhã do último domingo (12), a advogada deu detalhes do novo modelo de ensino. De acordo com ela, no Piauí, 11 prefeitos deram sinal verde para a proposta, incluindo a cidade de Parnaíba, chefiada pelo prefeito Mão Santa. Todavia, segundo Rubenita, o modelo esbarra no baixo efetivo militar disponibilizado no estado e somente Teresina poderá receber o ensino proposto.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Rubenita LessaRubenita Lessa

“Não muda nada em relação ao que o município está aplicando. O que vai mudar é que vai ser introduzido a parte pedagógica de valor dos militares, que é a questão de hierarquia, horário, referência aos símbolos nacionais. O ganho familiar com o ensino cívico-militar está mais que provado. A escola militar de Brasília é disputadíssima porque todos os pais começam a testemunhar sobre a mudança de comportamento dos filhos, o respeito em casa em relação ao horário, o cuidado de si, a limpeza, o respeito ao professor na sala de aula”, explicou a advogada.

Reunião nas próximas semanas

Conforme o decreto, o modelo da escola cívico-militar propõe a instituição de uma consulta pública junto aos moradores do bairro onde está localizada a escola selecionada para a admissão da nova gestão de ensino. De acordo com Rubenita Lessa, os professores que já integram o quadro de docentes da instituição não serão dispensados.

“Os professores da parte pedagógico-militar, que vão levar a parte dos valores e disciplina, vão ser custeados pela União, os tutores seriam das Forças Armadas. Os professores da parte do ensino pedagógico de conteúdo continuam sendo do município. Essa parte dos tutores que vão tratar sobre disciplina e de valores cívico-militares, são todos custeados pela União e a escola escolhida ainda vai receber um aporte financeiro da União”, finalizou.

Rubenita Lessa ainda destacou que estará reunida com os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes; da Educação, Abraham Weintraub; da Agricultura, Tereza Cristina; e da Mulher, Damares Alves. Somente após cumprir agenda em Brasília, Rubenita retorna ao Piauí para se reunir com Firmino Filho quanto a apresentação do projeto.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Teresina vai sediar Encontro dos Apoiadores do Aliança pelo Brasil

Rubenita Lessa desmente pré-candidatura à Prefeitura de Teresina