Teresina - PI

Sete criminosos fogem da Penitenciária Irmão Guido em Teresina

Dentre os fugitivos está o acusado de participar do assassinato o professor municipal de Inhuma, Reginaldo Gonçalves Moura, de 52 anos, ocorrido em setembro de 2018.

Willyam Ricardo
Teresina
24/03/2020 14h22 - atualizado 14h30

Sete criminosos fugiram da Penitenciária Irmão Guido, na tarde desta segunda-feira (23), por volta de 14h30. A unidade fica localizada na BR 316, no km 14, da zona rural de Teresina.

Em nota enviada ao GP1, a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) divulgou o nome de todos os presos, que conseguiram escapar através de um buraco cavado na parede superior do pavilhão. Dentre os fugitivos, está Carlos Batista Dias Sousa, que é acusado de ter participado do assassinato do professor municipal de Inhuma, Reginaldo Gonçalves Moura, de 52 anos, ocorrido em setembro de 2018. O professor foi encontrado com morto com marcas de violência no corpo.

  • Foto: Lucas Dias/Marcelo Cardoso/GP1Casa de Custódia e Penitenciária Irmão GuidoCasa de Custódia e Penitenciária Irmão Guido

Os demais presos são: Luís Henrique Leite de Araújo, Tárcio Sales da Silva, Yure de Araújo Oliveira, Antônio Marcos da Silva, Ezequiel da Silva Oliveira e Francisco Gardel Costa de Araújo. Em nota, a Sejus afirma que está em diligências no intuito de localizar e prender os fugitivos.

Confira a nota na íntegra

Henrique Leite de Araújo, Tárcio Sales da Silva, Yure de Araújo Oliveira, Antônio Marcos da Silva, Ezequiel da Silva Oliveira, Francisco Gardel Costa de Araújo e Carlos A Gerência da Penitenciária Irmão Guido informa que os detentos Luís Batista Dias Sousa conseguiram empreender fuga, por volta das 14h30, dessa segunda-feira (23). Os detentos cavaram um buraco na parede superior do Pavilhão C e pularam o muro. A Secretaria de Estado da Justiça informa que equipes de segurança do Estado estão em diligência para a recaptura dos indivíduos.

NOTÍCIA RELACIONADA

Professor é encontrado morto com sinais de violência em Inhuma