Barras - PI

Barras tem 1.134 pessoas curadas do novo coronavírus

Foi registrada a morte de uma mulher de 79 anos de idade e a de um homem que tinha 83 anos. Agora o município está com 35 óbitos.

Bárbara Rodrigues
Teresina
06/08/2020 09h07 - atualizado 09h08

A Prefeitura de Barras divulgou boletim epidemiológico na noite de quarta-feira (5), onde aponta o registro de 1.589 casos confirmados do novo coronavírus, sendo que deste número, 1.134 pessoas já estão curadas.

O município registrou novamente mais duas mortes em 24h. Foi registrada a morte de uma mulher de 79 anos de idade e a de um homem que tinha 83 anos. Agora o município está com 35 óbitos.

Dos 1.589 casos confirmados, o município possui atualmente 420 casos ativos, ou seja, pessoas que ainda estão em tratamento, enquanto outras 1.134 pessoas estão curadas.

O município ainda tem 397 pessoas em isolamento domiciliar, além de 11 pessoas internadas em enfermarias, e 10 pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Dos infectados, 761 são homens e 828 são mulheres.

Barras é o quinto município do Piauí com mais casos da doença, perdendo apenas para as cidades de Teresina, Parnaíba, Picos e Campo Maior.

Situação no Piauí

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) divulgou boletim epidemiológico na noite desta quarta-feira (05), informando que o número de mortes por covid-19 (coronavírus) no Piauí subiu de 1.416 para 1.436. A quantidade de casos confirmados também aumentou, passando de 55.718 para 57.100. Foram 1.382 novos casos registrados e 20 óbitos nas últimas 24 horas, conforme a Sesapi.

A Sesapi estima que 54.970 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registrados nos últimos 14 dias e que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte). Segundo o boletim, 166.424 casos foram descartados, após a realização de testes rápidos e exames no Laboratório Central do Piauí (Lacen).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil já possui mais de 2 milhões de pessoas curadas do coronavírus

Ator Gesio Amadeu morre aos 73 anos após contrair covid-19

Brasília inicia testes com vacina chinesa para a covid-19