Teresina - PI

'Foi desnecessário', diz Assis Carvalho sobre áudio vazado de Ciro

"Não sei [como fica a aliança]. Política é uma coisa muito dinâmica, de qualquer maneira eu acho que foi desnecessário”, ressaltou.

Davi Fernandes
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
02/12/2019 19h16 - atualizado 20h05

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores no Piauí (PT-PI), deputado federal Assis Carvalho disse em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (02), que o áudio vazado do presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, foi desnecessário e poderia ter sido evitado.

“Na verdade, não tive oportunidade de falar com muitas pessoas. Tenho ouvido os áudios como todos os outros, tem tido um grande impacto, viralizou, todo mundo comenta esses áudios. Eu acho que poderia ter sido evitado”, declarou.

  • Foto: Alef Leão/GP1Assis CarvalhoAssis Carvalho

Ainda segundo o parlamentar, o áudio foi desnecessário, causando um desconforto na aliança entre PT e PP. “Acho que se não tivesse sido feito, teria sido melhor. Não sei [como fica a aliança]. Política é uma coisa muito dinâmica, de qualquer maneira eu acho que foi desnecessário”, ressaltou.

Alegou ser fake news

O senador Ciro Nogueira chamou de “fake news” áudio atribuído a ele sobre possíveis pesquisas para o Governo do Estado e para o Senado em 2022.

Ciro disse, em entrevista ao GP1 que não tem “salto alto”, segue trabalhando pelo estado e que não fala das eleições de 2022. “Olha gente, eu ouvi falar de um áudio atribuído a mim, fazendo prognósticos sobre as eleições de daqui a três anos. Quem me conhece sabe que se tem uma coisa que eu não tenho é salto alto. Eu não falo de 2022. Eu trabalho em 2019 porque os problemas do Piauí são urgentes e os municípios precisam de verbas agora, já”, declarou o senador.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro Nogueira, Presidente Nacional do Progressistas Ciro Nogueira, Presidente Nacional do Progressistas

Ouça o áudio

Wellington Dias deve sair candidato ao Senado e deixar Regina Sousa (PT) no Governo. Segundo o áudio, de acordo com as pesquisas, Ciro aparece “disparado na frente” de qualquer um dos candidatos que podem ser apoiados por Wellington.

“Eu não sei fazer nada pela metade. Fiz uma pesquisa agora, você sabe que eu nunca fui popular demais, meu negócio mesmo é estrutura. Estou disparado na frente. Qualquer candidato do Wellington eu boto quatro por um”, diz o áudio.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Francisco Limma diz que declarações de Ciro foram precipitadas

Wellington Dias sobre áudio de Ciro: "entrego nas mãos de Deus"

"O Ciro tem que assumir as coisas", diz Ronaldo Lages sobre áudio

Mais conteúdo sobre: