Coronavírus no Piauí

Secretário Carlos Edilson mantém suspensão de visitas a presídios

Também está suspensa por 15 dias a entrega particular de gêneros alimentícios e materiais de higiene por familiares dos internos e visitantes.

Bárbara Rodrigues
Teresina
07/04/2020 14h18 - atualizado 14h50

O secretário estadual de Justiça do Piauí, Carlos Edilson, publicou portaria onde prorroga por 15 dias a suspensão das visitas sociais e íntimas, os atendimentos de advogados e defensores públicos, serviços de assistência religiosa, recambiamentos interestaduais e as escoltas dos presos custodiados no sistema prisional do Piauí devido a pandemia do novo coronavírus.

A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado de 6 de abril. As exceções são os atendimentos de advogados e defensores públicos que envolvam casos urgentes ou prazos processuais, assim como casos de escoltas por meio de requisições judiciais, inclusões e situações emergenciais, e daquelas que por sua natureza, precisam ser realizadas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Carlos EdilsonCarlos Edilson

Também está suspensa por 15 dias a entrega particular de gêneros alimentícios e materiais de higiene por familiares dos internos e visitantes, como medida de prevenção a propagação da infecção pelo novo coronavírus.

Na portaria o secretário afirmou que existe “a necessidade de adoção de medidas para fins de controle e prevenção à propagação do novo coronavírus, de modo a reduzir os riscos epidemiológicos de transmissão nas unidades penais do Estado, principalmente para preservar a vida e a saúde das pessoas privadas de liberdade, seus familiares, visitantes, advogados, defensores públicos e demais pessoas que necessitem adentrar nos estabelecimentos prisionais do Estado do Piauí”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cantor de 26 anos morre no HUT com suspeita de coronavírus

China registra 1º dia sem mortes por coronavírus desde o início da pandemia

Bebê de três meses morre no Ceará com novo coronavírus